V Congresso Internacional da Revista MORUS - Utopia e Renascimento

V CONGRESSO INTERNACIONAL DA REVISTA MORUS - UTOPIA E RENASCIMENTO

 

REVOLUÇÃO E UTOPIA: CONCEITOS EM CONFRONTO

500 ANOS DA PUBLICAÇÃO DA UTOPIA / 100 ANOS DA REVOLUÇÃO RUSSA

12–14 de Junho de 2017

Instituto de Estudos da Linguagem – IEL/UNICAMP

Anfiteatro do IEL

 

PROGRAMA

Este congresso se realizará tendo em vista duas efemérides cruciais para o pensamento crítico contemporâneo: os 500 anos da publicação da “Utopia”, de Thomas Morus, e o centenário da Revolução Russa. A utopia transformou-se, neste meio milênio de existência como gênero, em um conceito que se alargou, tocando todos os campos da reflexão social. O conceito de revolução, oriundo da ciência astronômica, abarcou igualmente todos os domínios da representação, assentando-se ademais na prática concreta. Os dois conceitos se conectam, se alimentam, se fundem reciprocamente. As utopias são comumente compostas nas fraturas históricas, e podem mesmo ser vistas como metáforas de uma condição revolucionária. A utopia, afinal, só pôde surgir no ambiente intelectual de uma revolução - da Revolução Científica e das grandes navegações -, e da atmosfera filosófica criada por estes eventos. Da mesma forma, as revoluções ocorreram nos influxos filosóficos e políticos das utopias. E se para este Congresso são relevantes as experiências do passado, o são igualmente as projeções do futuro, de suas representações, das escolhas virtuais que atendem às demandas éticas, culturais, filosóficas, políticas. Cruzar imaginação e experiência histórica, utopia e revolução: eis o sentido deste encontro científico.

 

COMITÊ CIENTÍFICO

CARLOS BERRIEL (UNICAMP)

HELVIO MORAES (UNEMAT)

ANA CLAUDIA ROMANO RIBEIRO (UNIFESP)

SILVIA RODESCHINI (UNIVERSITÀ DI FIRENZE)

GIANLUCA BONAIUTI (UNIVERSITÀ DI FIRENZE)

CLAUDIO DE BONI (UNIVERSITÀ DI FIRENZE)

 

COMITÊ EXECUTIVO

HELVIO MORAES

CARLOS BERRIEL

RENATA ALTENFELDER GARCIA GALLO

MILENE BALDO

DANIELA SPINELLI

JULIA CIASCA BRANDÃO

 

Segunda-feira, 12 de Junho – 14h

Abertura: Carlos Berriel (Coordenador do Congresso) e Flavio Ribeiro de Oliveira (Diretor do IEL)

Conferência inaugural:

14h30min Gregory Claeys (University of London)

15h30min Intervalo

Mesa 1. Moderador: Ana Cláudia Romano Ribeiro

16h

Carlos Berriel (Unicamp)

Utopia e Revolução: Distopia

16h30min

Marcelo Ridenti (UNICAMP)

Utopias dos anos 1960 e sua herança

17h

Antonio Rago Filho (PUC-SP)

Utopia e Revolução: as visões de mundo de Andreu Nin e Valeriano Orobón Fernández

17h30min

Geraldo Witeze Jr (UFG)

Marx e a utopia: a melhor forma de estado e o movimento da história

18:00

Luiz Marques (UNICAMP)

 

Lembrar do Futuro: utopias no século XXI

 

 

Terça-feira, 13 de junho

Mesa 2. Moderador: Antonio Rago Filho

09h

Philippe Oliveira de Almeida (Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal de Santa Catarina)

Da insularidade da utopia à insularidade do Estado: o monopólio da violência no Antigo Regime e na Revolução Francesa

09h30min

Renata Altenfelder Garcia Galo (Unicamp)

Arte, Utopia e Revolução

10h

Juliana Zanetti (Unicamp)

Utopias literárias X Utopias socialistas: Será o trabalho um traço comum?

10h30min

Evanir Pavloski (UEPG)

Da revolução ao totalitarismo: a herança de Nós de Yevgeny Zamyatin para as distopias do século XX

 

11:00 Intervalo para almoço

Mesa 3. Moderadora: Ildney Cavalcanti

14h

Jonathan Molinari (UFPA)

‘Concordia discors’: a utopia da ‘pax philosophica’ em Pico della Mirandola

14h30min

Fabrina Magalhães Pinto (UFF)

O problema do conflito em Florença de inícios do século XV: uma análise dos textos de Coluccio Salutati e Leonardo Bruni

15h

Alexander Luz (UFRF)

Thomas More’s alter-philosophy: where utopian imagination

15h30min

Júlia Ciasca Brandão (UNICAMP)

O mundo às avessas do aventuroso Simplicissimus: uma utopia

16h30min Intervalo

Mesa 4. Moderador: Fabrina Magalhães Pinto

16h45min

Helvio Moraes (UNEMAT)

Uma utopia digger: A Lei da Liberdade, de Gerrard Winstanley

17h15min

Bruna Caixeta (UNICAMP)

A Voyage into Tartary (Londres, 1689): prelúdio da Revolução Gloriosa de 1688

17h45min

Milene Baldo (UNICAMP)

Nova Solyma: uma utopia às margens de uma revolução

 

18h30min Intervalo

19h Conferência: Marcio Pochmann (Unicamp)

 

Quarta-feira, 14 de junho

Mesa 5. Moderador: Jonathan Molinari

09h

Gianluca Bonaiuti (Università di Firenze)

Antropotecnica: utopie novecentesche dell’uomo ottimizzato

09h30min

Federico Tomasello (Università di Firenze)

Utopia as Urban Planning: David Harvey’s Spaces of Hope

10h

Rodrigo Esteves de Lima-Lopes (Unicamp)

Technological utopia and democracy

 

10h30min

Thiago Antunes (‎Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo)

Distopias, fantástico e maravilhoso: ideias da contrarrevolução¿

 

11:30 – Intervalo para Almoço

Mesa 7. Moderador: Helvio Moraes

14h

Silvia Rodeschini (Università di Firenze)

“La separazione della cucina dal matrimonio è una grande riforma, non meno importante della separazione della chiesa dallo stato”. Alekandra Kollontaj e le utopie femministe del quotidiano

14h30min

Daniela Spinelli (Unifesp)

William Morris e sua crítica moral do sistema produtivo capitalista 

15h

Ildney Cavalcanti (UFAL)

Between aesthetics and politics: gendered revolutions in literary utopianism

 

16h: Intervalo

16h15min: Conferências de encerramento:

Carlos Illades Aguiar (Universidad Autónoma Metropolitana)

Vladimir Safatle (USP)

 

19h: Confraternização (Cantina do Nono)

. Rua Sérgio Buarque de Holanda, no 571
Campinas - SP - Brasil
CEP 13083-859
Telefone: 55-19-3521.1502

...